Exemplar importado, Golf GTI MK5 recebe sistema de áudio de extrema qualidade e acessórios que o tornam ainda mais exclusivo

 

Quem é dono de um Golf GTI MK5 certamente tem uma história extraordinária para dividir com os fãs da marca. Como a Volks não comercializou a família aqui no Brasil (a plataforma foi desenvolvida entre 2004 e 2009), são bem poucos os sortudos que, de alguma maneira, conseguiram adquirir um exemplar.

O modelo que protagoniza esta reportagem pertence ao administrador Rodrigo Gonçalves Bezerra, de 38 anos, um dos poucos afortunados no país proprietários de um carro dessa seleta linhagem.

Rodrigo é um colecionador de modelos Golf e a história deste MK5 tem início quando, junto com um amigo, Thiago Vezzo, ele resolveu aumentar a frota desses modelos Volks em sua garagem. A ideia era escolher um exemplar para, nele, desenvolver um sistema de som diferenciado. Raro no país, o MK5 foi o escolhido, e a partir daí começou a epopeia que foi encontrar não apenas o carro, mas alguém disposto a vendê-lo.

 

Dos Estados Unidos, por Brasília

Após muito investigar, Rodrigo tomou conhecimento, por intermédio de um clube automotivo para aficionados pelo modelo, da existência de um funcionário do consulado norte-americano, lotado em Brasília, disposto a se desfazer de seu MK5, que havia sido trazido ao país diretamente de uma fábrica da VW nos Estados Unidos.

Rodrigo admite que a negociação não foi fácil. “Conversei com ele, fizemos um acordo e eu fui pra lá buscar o carro. Chegando lá ele tentou desfazer o negócio, alegando que havia mudado de ideia. Até mesmo se ofereceu para pagar minha passagem de avião para voltar sem o carro. Ele até podia ter mudado de ideia, mas eu não. Então deixei claro que eu só sairia dali com o carro na minha mão e o dinheiro na dele. E assim foi. Entrei no carro pela primeira vez e já peguei a estrada para retornar para São Paulo. A primeira viagem com ele não poderia ser melhor. Velocidade de cruzeiro de 180 km/h tranquilamente”, detalha Rodrigo.

Personalização

Já em São Paulo, o veículo imediatamente parou para receber o desejado sistema de áudio. O endereço deste primeiro pitstop foi a Top’s Garage, loja especializada. Lá, por meio dos serviços de Sussumu Tugumi, as ideias foram saindo do papel. “Para o Sussumu eu pedi um som forte e com qualidade”, resume Rodrigo.

O aparato é capitaneado por um media station Alpine 502. Tanto na dianteira quanto no volume traseiro, a reprodução é delegada a kits  duas vias JBL, da linha GTI 660. Na frente, foi desenvolvido um novo suporte para acomodar os tweeters sob o painel e assim melhor direcioná-los para os ocupantes.

Mas é mesmo no porta-malas que o serviço alcança outro patamar. Pensando em preservar 100% da originalidade do MK5, Sussumu criou um suporte em metal, com corte a laser, para abrigar os três módulos de potência utilizados: dois modelos JBL GTO 804EZ, de quatro canais, sendo que um deles trabalha com dois canais para os tweeters e dois para o kit traseiro, enquanto o segundo toca exclusivamente os falantes das portas.

O terceiro módulo é um mono, modelo GTO 1001 EZ, que trabalha com o subwoofer JBL GTI MK2 de 12”, montado em uma caixa selada de fibra e MDF, de 40 litros e invertido por questões estéticas.

Leia também:
CONFIRA MUSTANG MAROMBADO!
PICAPE SILVERADO: TRUCK DE ESTIMAÇÃO

Também no porta-malas, foi posicionado o porta-fusíveis da dB Drive. Cabos RCA Stinger, cabos de alto-falantes Monster Cable e baterias Kinetic completam as especificações dos componentes de áudio.

Pelo fato de Rodrigo ser um fã de metal (e de bandas como Metallica e Iron Maiden), Sussumu procurou equilibrar a ênfase nos graves, em um sistema de qualidade com contrabaixos bem marcados e fortes. O tratamento acústico nas portas com manta asfáltica foi outro upgrade de impacto no resultado final do som.

Toques pessoais

Outras modificações visaram deixar o modelo MK5 mais com o perfil de Rodrigo. Entre esses acessórios estão as rodas de 18” originárias da Mercedes MTM 600, os pneus Yokohama S Drive, downpipe no escapamento e remapeamento do chip de potência. Para tirar o leg do acelerador, é utilizado gas pedal da Torq One. A configuração atual coloca o modelo na casa dos 300 HP nas rodas.

A suspensão rebaixada é fixa. “Do jeito que a gente gosta na ZL”, brinca Rodrigo.

O proprietário aproveita a oportunidade para demonstrar o quanto está satisfeito com o resultado final. “Quando a gente conclui um projeto desse tipo, pode observar o quanto todos os envolvidos se esforçaram para torná-lo realidade. Somos um grupo de amigos apaixonados por carros. Nós ficamos felizes ao ver a beleza das customizações uns dos outros”, enfatiza. Nossos leitores também ficam muito felizes ao ver uma customização como essa, Rodrigo.

Agradecimentos: Sussumu Tugumi, Thiago Vezzo, Ricardo Ortega, Flávio Gagliardi, Robson Moura, Tonicão da Esther Turbo.

Patrocínio: Esther Turbo

 

Quem fez:

Top’s Garage. Tel. (11) 4508-4500.

Ficha técnica

Golf GTI MK5 2007

Som e multimídia

Media station Alpine 502

Kit duas vias JBL GTI 660

Subwoofers JBL GTI MK2 12”

Amplificadores JBL GTO 804EZ

Amplificador JBL GTO 1001EZ

Porta-fusíveis dB Drive

Cabos RCA Stinger

Cabos de alto-falantes Monster Cable

Baterias Kinetic

Parte externa

Rodas de 18” da Mercedes MTM 600

Pneus Yokohama S Drive

Downpipe

Suspensão fixa rebaixada

Chip remapeado

Gas pedal Torq One

Superleds no farol de milha

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA