É comum vermos trio elétrico apenas com um woofer, um driver e um supertweeter. Os componentes até que não estão errados. Mas qual seria o problema, então? O número de componentes normalmente é impar e, com componentes em número ímpar, não podemos ter trio elétrico estéreo. Isso mesmo: a maioria dos trios elétricos é mono!

Agora é só juntar os problemas comuns de “buraco na resposta” do artigo anterior à falta de um dos canais necessários à boa reprodução e temos um trio realmente irritante e nada agradável.

Nas gravações em geral os canais L (left) e R (right) desempenham um papel muito importante e individual. Sim, individual, porque normalmente a informação musical que está no canal esquerdo dificilmente estará idêntica no canal direito. Se fosse para ser o mesmo sinal nos dois canais teríamos um som monaural da mesma forma, ou seja, o que torna o sistema estéreo é a diferença de informação musical entre os canais e não apenas o número de falantes.

Não podemos também culpar o dono do veiculo, porque ele é um consumidor. Quem precisa alertar sobre o que é mais ou menos correto é o instalador que está preparando o projeto.

É claro que, para um consumidor leigo cujo objetivo é ter o carro mais barulhento da “frente do colégio”, a opção mais barata realmente é optar pelos drivers e supertweeters. Com uma sensibilidade maior, com a aplicação de baixos níveis de potência, o resultado já surpreende, sem sombra de dúvida. Tanto que alguns acabam colocando os drivers apenas no compartimento do motor. Isso mesmo, ali onde tem a grade de ventilação. E qual é o objetivo desse procedimento? Ter um nível de pressão sonora mais intenso. Isso já se tornou hábito entre os mais jovens, mas é necessário ter bom resultado audível no que diz respeito à intensidade sonora e qualidade de áudio também.

E, como já comentamos, é simples ter mais qualidade no trio gastando relativamente pouco. Utilizando sempre os equipamentos aos pares e sempre que for fazer um up-grade no sistema seguir a mesma linha de raciocínio, sempre aumentar os componentes aos pares. Não vamos esquecer que existem canais esquerdo e direito.

A potência aplicada a drivers e tweeters no trio elétrico para veículos de passeio deve ser moderada, por conta da alta sensibilidade dos falantes. Desta forma o sistema fica mais equilibrado como um todo e com custo acessível. Um trio elétrico montado com critério e técnica realmente terá um custo acessível a todos os bolsos. E com resultado surpreendente em termos de nível de pressão sonora.

sistemas-de-som-1

Sensíveis

O ideal é que os drivers ou supertweeters nunca sejam direcionados para a parte interna do veículo. Esta é uma medida para manter a integridade física do ouvinte, porque altos níveis de SPL podem levar à perda gradativa da audição.

Estes falantes que hoje fazem parte dos trios elétricos automotivos são desenvolvidos para outras aplicações, como sonorizar shows e eventos, cujo objetivo é “cobrir uma grande área”. Por isso eles são tão sensíveis. Por este motivo, à curta distância o som fica um pouco “esquisito”, para não dizer cansativo ou irritante.

Um pensamento errôneo também atrapalha normalmente o projeto do trio. O motivo é a ansiedade do dono do veículo. É comum o dono do carro já chegar à loja com os amplificadores embaixo do braço. Isso é muito ruim porque tira do profissional de instalação a possibilidade de compor de forma harmoniosa o projeto, sendo obrigado a trabalhar com uma parte do equipamento que lhe chegou às mãos. O dono do veículo vem para a loja com a ideia de que tudo tem que trabalhar em 4 Ohms para ter mais potência etc. Em trio isso não é necessário em todos os componentes, apenas os woofers, devem receber mais potência, para que o sistema tenha equilíbrio espectral.

O que o cliente faz no ato da compra do amplificador é ouvir os cálculos do balconista, que não é instalador de som, que quer mais é vender equipamento para o desavisado e ávido cliente. Aí quem se vira para fazer tudo funcionar é o instalador experiente. Com certeza se os donos dos veículos comprassem os equipamentos na mesma loja em que vai instalar o sistema a porcentagem de erros irá diminuir muito. E os donos de trio ficaram mais satisfeitos gastando menos.

Leia mais:

Experiências com Parati levam aficionado por carros a desistir da carreira de advogado e montar uma loja
Chevy Tahoe customizado e com som Infinity

Related Post

DEIXE UMA RESPOSTA