Texto: Bruno Bocchini

Não há como negar: ao olhar pela primeira vez o novo Mobi, compacto recém-lançado neste mês pela Fiat, é possível identificar linhas do Uno “moderninho”. Sem a espera e alvoroço dos consumidores que adotaram Jeep Renegade e Fiat Toro como preferidos do grupo FCA, o Mobi é discreto, não apenas pelo tamanho.

Novo carro de entrada, menor do que o Uno e o Palio, o Mobi é concorrente direto do Volkswagen up!, pelas dimensões. O modelo parte de R$ 31.900 e também deverá entrar na briga com outros menos compactos, como Ford Ka, Nissan March e Toyota Etios e, em algumas versões, com os seus “irmãos” e com os líderes Chevrolet Onix e Hyundai HB20, além de Renault Sandero e Volkswagen Gol.

Todas as versões têm motor 1.0 de quatro cilindros e 75 cavalos e 4 portas. Além do visual, a Fiat “abriu mão” da tradição de que basicamente tudo é opcional em seus carros de entrada, modelo seguido também pela Volkswagen. Só a versão mais básica do Mobi, chamada Easy, não tem ar-condicionado e direção hidráulica de série (nem como opcionais).

Para ter estes “equipamentos de sobrevivência” é preciso desembolsar pelo menos R$ 35.800, ou quase R$ 4 mil a mais sobre a versão mais básica. Vidros elétricos aparecem apenas da versão intermediária (Like) para cima, que custa a partir de R$ 37.900. E não há direção elétrica, conhecida por ter mais leveza, nem nas versões mais caras.

Como fez na atual geração do Uno, que a aproximou de um público mais jovem, a Fiat também apostou em design, para que o Mobi se destaque em meio à sobriedade de muitos rivais. O compacto da Fiat vem com a tampa do porta-malas em vidro, um “charme” que o up! original, lançado na Europa, tem, mas que não foi usado no Brasil por questão de custo de reparo, segundo a Volkswagen, na época do lançamento.

Com 3,57 m de comprimento, o Mobi é 24,5 centímetros mais curto que o “irmão” Uno e 4 cm menor do que o up!. Na distância entre- eixos, que equivale ao espaço interno, a diferença é de 7 cm (2,31 m) para o Uno e incríveis 12 cm para o Volkswagen, que tem 2,42 m. O porta-malas tem capacidade para 235 litros, contra 285 litros do up! e 290 litros do Uno. Ou seja, por dentro, é um carro pequeno como todos os concorrentes.

Tecnologia, claro, para jovens

O Mobi também estreia uma nova central multimídia da Fiat, que usa o smartphone do motorista ou passageiro como tela, acomodando-o em um suporte no centro do painel. O sistema, chamado de Live On, é compatível com celulares Android e iOS e é opcional para algumas versões (Like e Way). Ele será vendido a partir de junho; até lá a central será a mesma ofertada no Uno, a Connect. No Live On, um aplicativo criado pela Fiat funciona como uma interface na tela do telefone para que o usuário possa abrir apps que ele já tem instalados, como Waze, Google Maps e os de streaming de músicas Spotify e Deezer.

Related Post

DEIXE UMA RESPOSTA