Engenheiro dedica boa parte de seu tempo livre para se aperfeiçoar no som automotivo. Resultado de tanto empenho é este Hyundai Azera com sistema de qualidade de grife

Dedicação. Este substantivo resume muito bem o que tirou o projeto de áudio deste Hyundai Azera 2009 do papel. E o grande responsável é ninguém menos que seu proprietário, o engenheiro de telecomunicações Paulo Ovidio Inácio Guimarães, de 38 anos.

Acontece que Paulo é um entusiasta do som automotivo desde 1999, segundo ele, ano em que morava em Brasília (DF), e por lá montou o seu primeiro projeto de qualidade em um Vectra que possuía, com a ajuda de Thiago Volpe, um especialista do ramo. De lá pra cá seu interesse só cresceu, ao mesmo tempo em que projetos ficaram mais e mais bem elaborados.

A dedicação pelo hobby se mostrou tamanha que ele até mesmo realizou uma viagem de dois meses para os Estados Unidos, onde participou de um curso nos laboratórios da JL Audio. “Nada de cunho profissional, é apenas um hobby”, deixa claro o engenheiro.

Outro personagem de destaque nessa educação que Paulo recebeu a respeito da sonorização automotiva é Mauro Castro, da Bass Audio. “Ele me apresentou muita coisa sobre o som automotivo, é bastante justo agradecê-lo neste momento apropriado”, destaca o dono do Azera.

Mudança de rumos

Munido de vontade e conhecimentos suficientes para tocar seu próprio projeto, Paulo resolveu ele mesmo instalar um sistema de áudio em seu Azera. Acontece que a falta de tempo em tocar o serviço acabou por deixá-lo incompleto, inacabado e bem longe daquilo que ele gostaria de ter.

Foi então que buscou a ajuda de outro profissional de confiança, Flávio Souza, da S9 Customs. “Ele me procurou afirmando que precisava de algo realmente bom, sofisticado e gostoso de apreciar, primando pela qualidade, mas também valorizando bastante os graves”, lembra Flávio.

O proprietário assina embaixo. “Eu gosto de um som que tenha qualidade e que seja pesado”, concorda.

Pensando nessas exigências, Flávio optou pela utilização de uma caixa band-pass, de 60 litros. Ela abriga um subwoofer 12W7 de 12” da JL Audio. Esse alto-falante recebe o sinal amplificado por um módulo de potência também JL Audio, modelo 1.200/1.

Outro módulo da mesma marca trabalha com o estéreo, este, um modelo 600/4.

Menos é mais

Para reproduzir o estéreo, um kit duas vias Hybrid Audio, linha Legatia, foi mais do que suficiente. As colunas foram feitas e direcionadas com o intuito de obter o melhor posicionamento possível para o tweeter. Um processador Bit One, da Audison, faz com que cada componente trabalhe religiosamente em sua faixa de frequência. Um player Pioneer comanda todo o conjunto. Os cabos RCA e de áudio são Audio Quest. A bateria é da Optima e os terminais e capacitores são Stinger. Além disso, o veículo recebeu tratamento acústico com Dynamat no teto, portas e porta-malas.

“Trata-se de um genuíno projeto hi-fi, exclusivo, difícil de achar igual pela qualidade e alta definição”, elogia Flávio.

Já Paulo revela que este é o mais elaborado dos projetos que já teve até hoje, mas que nem por isso pretende se acomodar nesta zona de conforto. “Eu já penso em melhorias futuras e elas incluem a substituição do kit duas vias por um três vias e a adesão de um coaxial atrás”, garante.

Fã de rock, especialmente de bandas como Metallica e ACDC, o engenheiro explica que a necessidade de graves fortes e a predileção por ouvir música em um volume considerável, não o impedem de manter outra característica em seus projetos. “A discrição pra mim é fundamental. Eu preciso ouvir um som mais alto e recheado de graves fortes, quem está parada do meu lado no trânsito não precisa não”, finaliza.

 

Quem fez:

S9 Customs. Tel. (11) 5044-7440.

www.s9.com.br

Som e multimídia

DVD Pioneer

Kit duas vias Hybrid Audio – Legatia

Processador Audison Bit One

Subwoofer JL Audio 12W7 12”

Módulo JL Audio 1200/1

Módulo JL Audio 600/4

Cabos RCA Audio Quest

Cabos de áudio Audio Quest

Terminais Stinger

Capacitores Stinger

Bateria Optima

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA