SUBWOOFER: UPGRADE DE PESO

 

Texto: Redação

Para ter no carro um sistema de som que reproduza as músicas com a máxima fidelidade possível, o primeiro passo, além da unidade principal – o CD ou DVD player –, é a instalação de um kit duas vias, composto por alto-falantes médios e tweeters, e de um amplificador de 4 canais para alimentá-lo. Em caso de upgrade, a sequência natural do projeto é adicionar ao sistema um subwoofer, alto-falante especializado na reprodução das frequências baixas, os tão apreciados graves.

Leia mais:

+ Guia de Subwoofers

+ Qualidade de som: Não inventa!

Este próximo passo é obrigatório, até porque, quando colocamos o amplificador para alimentar o kit duas vias, por exemplo, acionamos os filtros highpass, e o trabalho do kit sem a presença do subwoofer deixa o sistema com áudio falho e deteriorado. Neste caso, até a inclusão do subwoofer, seria ideal deixar o ajuste de frequência do kit na posição “flat” e “maneirar” no ajuste de intensidade, para não prejudicar a integridade do kit.

O papel principal do subwoofer nos sistemas automotivos de áudio é complementar a faixa inicial de frequências audíveis e, com isso, agregar “peso” ao sistema. As características de reprodução adicionadas pela presença de um subwoofer ao sistema se estendem a todas as faixas de trabalho além dos 100 Hz. Incluindo, é claro, as frequências baixas, que são responsabilidade deste falante.

Para o ouvinte, a diferença entre um sistema que conta com um subwoofer e um sistema desprovido deste falante é bastante grande. A diferença é perceptível para qualquer ouvinte. A sensação de ambiência e realidade está garantida com um subwoofer instalado, bem como acordes de instrumentos de corda de grande porte, como contrabaixo, e de percussão, como a bateria, são mais fielmente reproduzidos. Isso deixa a experiência de ouvir música muito prazerosa e realista, e as vozes ganham timbre mais realista pela presença do subwoofer.

subwoofer_porta-malas

Onde instalar?

Os especialistas em som automotivo dizem que não há uma regra fixa em relação ao melhor local para a instalação de subwoofer em um sistema automotivo. Depende muito do objetivo do sistema e do próprio veículo. O porta-malas já foi o único lugar plausível para se instalar um subwoofer, mas, hoje, temos muitas soluções em termos de subwoofer e caixas prontas para ser instaladas embaixo de bancos por exemplo. Mas, tradicionalmente, graças ao maior espaço disponível, ainda temos o porta-malas como local predileto para a instalação do equipamento. O ideal é ter um amplificador dedicado exclusivamente ao subwoofer. Seria ideal, principalmente porque, neste caso, o primeiro upgrade pode ser a inclusão do sub e do amplificador dedicado, mantendo o sistema de alto-falantes originais até a oportunidade de substituí-los, se este for o desejo do dono do veículo.

 

 

 

 

You don't have permission to register