Instalador de loja paulistana, aficionado por suspensão fixa, experimenta e aprova kit de suspensão a ar: mais conforto e economia

Dizem que, para tudo, há uma primeira vez. E mesmo aqueles que possuem uma opinião consolidada a respeito de um assunto estão sujeitos a mudar de ponto de vista. Viver e aprender é o lema!

E foi assim que Fernando de Oliveira Monteiro, 23 anos, ousou substituir, pela primeira vez em sua vida, uma suspensão fixa por um kit de suspensão a ar. Essa repentina mudança tem nome e endereço. A responsável é sua mais nova empregadora, a oficina especializada em suspensões Garagem do Pardal, localizada em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

“Comecei a trabalhar aqui na loja há dois meses e foi exatamente quando, por influência do pessoal, resolvi trocar a suspensão fixa por este kit a ar”, revela o jovem.

Preparação

O kit instalado no Prisma é um sistema de suspensão a ar independente, de oito válvulas de 8mm. Bolsa cônica, amortecedores preparados, compressor e controles, tanto externo quanto interno, são os demais itens que compõem o conjunto.

O rebaixamento acompanhou a adesão de rodas de 17”, coloridas em roxo metálico, que por sua vez são calçadas por pneus Nankang de medidas 185/35.

“Com a antiga suspensão fixa os meus faróis de milha quebravam com frequência. Agora, além de ter sanado este problema, eu tenho um conforto muito maior ao dirigir”, confirma Fernando.

O carro, que é utilizado tanto no dia-a-dia quanto nos finais de semana, também possibilita que sua configuração de altura seja modificada de acordo com a necessidade, um diferencial bastante importante para quem precisa de conforto, mas faz questão de rodar socado sempre que possível.

Tuning com personalidade

Desconstruir para depois recriar modelos inteiros é uma prática bastante usual no universo da customização. Existe uma vertente, porém, mais purista, que prima pela manutenção da alma dos modelos e marcas. Que modifica, sem que a personalidade própria do carro seja ignorada.

E é deste segundo grupo do qual Fernando faz parte. Não por outro motivo, todos os novos itens adicionados ao Prisma são originais da Chevrolet, tais quais o novo painel, extraído de um Celta 2014 e o volante, de um Cruze (que possui controle do som embutido). Isso sem mencionar pequenos detalhes, como os itens pintados de branco no interior (friso de porta e saída de ar).

Sobe som

Como em toda customização que se preze, um sistema de áudio jamais poderia faltar. No Prisma, quem comanda a festa é um player Pioneer Mixtrax que reproduz, no interior, por intermédio de um kit duas vias da Bravox, acomodado no local original.

No bagageiro foram acomodados dois módulos de potência: um Corzus HT 600 e um Falcon 250.

Além deles, foi acomodada uma caixa selada que abriga dois subwoofers Impacto SPL de 10”e 350WRMS.

Fernando garante que, futuramente, pretende baixar ainda mais a caranga e, para tal, já se prepara para cortar a caixa de rodas do Prisma. “Eu não pretendo voltar para a suspensão fixa, mas abaixar mais um pouco com a suspensão a ar seria bacana. Então, alguns ajustes serão necessários”, afirma o profissional, que pode até trocar os meios que utiliza, mas jamais abdicará dos fins que, no caso, é rodar grudado no asfalto.

Quem fez:

Garagem do Pardal. Tel. (11) 4177-3523.

Ficha técnica

Chevrolet Prisma 201

Acessórios

Suspensão a ar (independente)

Oito válvulas de oito milímetros

Amortecedor preparado

Rodas de 17”

Pneus Nankang 185/35

Painel do Celta 2014

Volante do Cruze

Som e multimídia

Player Pioneer Mixtrax

Amplificador Corzus HT 600

Amplificador Falcon 250

Subwoofers Impacto SPL 10”

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA