Kia Soul é prova de que morar dentro do próprio carro não precisa ser sinônimo de bagunça

Quando entramos no carro de outra pessoa e deparamos com uma bagunça constrangedora – afinal o nosso carro nunca está uma “zona”, tudo é apenas consequência da correria do dia-a-dia – geralmente fazemos a pergunta: você está morando aqui no carro, por acaso?

Mas por que esta mania de relacionar o acúmulo de calçados, roupas, revistas e petiscos no interior de um automóvel com o lar do proprietário? Afinal, desordem, falta de higiene e caos total são coisas bem distintas umas das outras.

Esta reportagem pode até não estimular muitos leitores a copiarem o belíssimo rack criado no bagageiro deste Kia Soul fotografado nos Estados Unidos, durante o SEMA- Show, no estande da revista Antenna, mas pelo menos ela pode servir para dar uma cutucada naqueles que, sem vergonha ou constrangimento algum, fazem de seu veículo um meio de transporte inabitável para qualquer outro ser humano que não ele mesmo.

 

Diferenciado

Antes de chegarmos ao “cafofo” do Soul, precisamos destacar outros importantes detalhes que também ajudam o modelo a conquistar a pecha de “exclusivo”. Uma das características é a coloração do veículo: a tonalidade baby blue produzida pela Lux Motorworks. O modelo é calçado por redondas de 20” da MRR que, por sua vez, encontram-se envolvidas por pneus Nitto. A suspensão do Soul também foi rebaixada.

Teto, entradas de ar laterais, grades e ponteiras também foram personalizados. O teto, aliás, recebeu uma nova pintura, na tonalidade marrom, e abriga um rack para transportar acessórios de snowboard, dando a entender que o veículo/casa se encaixa perfeitamente nas características dos mais aventureiros. Faróis dianteiros, lanternas traseiras e também os piscas laterais também não são mais os originais, pois adquiriram tom fumê.

All in

Todas as outras inúmeras personalizações pelas quais o veículo passou pertencem ao seu interior. A começar pelo novo painel todo customizado, que varia entre a mesma coloração baby blue do interior e revestimento em couro marrom, que também reveste o volante do veículo.

O console central foi desenhado com o intuito de abrigar iPod, celular e notebook. Ele fora inteiramente desenvolvido em fibra de vidro e revestido em couro chocolate com as bordas em baby blue. No topo do console foi acomodado um relógio G-Shock, interligado com as fontes de sinal do sistema.

Os bancos foram revestidos com tecidos das grifes têxteis Cone Denim e Ruffus, combinados com couro na tonalidade marrom. Tanto os assentos dianteiros quanto os traseiros seguem o mesmo desenho pré-definido. Já os passageiros traseiros têm a disposição dois consoles Sony PSP. As portas seguem a mesma tendência de design dos assentos.

 

Butique ou guarda-roupa?

Quanta praticidade! O rack criado no bagageiro é de fazer inveja até mesmo aos mais organizados. O compartimento, que abriga três prateleiras, é motorizado. Quando não utilizado, o utilitário permanece escondido no bagageiro. Assim que acionado, as prateleiras se aproximam do teto do veículo, oferecendo ao condutor acesso a uma quantidade significativa de roupas e calçados.

O espaço disponível é tamanho que, em casos de viagens, por exemplo, o proprietário desta versão meiga do Soul pode até mesmo se dar ao luxo de dispensar as famosas malas e todo o incômodo que o seu manuseio pode causar.

Para finalizar as customizações no distinto modelo, foi implantado um sistema multimídia que tem como fonte de sinal um DVD player Eclipse com frente destacável que dispõe de utilitários como GPS e Bluetooth. Já a Memphis é a marca que assina todos os falantes, inclusive os subwoofers, bem como o módulo de potência. É ou não é um automóvel bastante aconchegante?

Parte Externa

Coloração baby blue

Rodas MRR 20”

Pneus Nitto

Teto customizado

Suspensão rebaixada

 

Parte Interna

Painel personalizado

Forração Cone

Denim e Ruffus

Rack no bagageiro

 

Som e multimídia

DVD player Eclipse

Subwoofers Memphis

Módulo de potência Memphis

*Texto publicado na edição 142

Related Post

DEIXE UMA RESPOSTA