Empresário e jogador de pôquer aficionado por customização parte para o tudo ou nada em seu quarto projeto. Confira!

Um par de ases na mão e uma ideia na cabeça. Assim pode ser resumida a história da personalização deste Hyundai Azera 2012. Seu proprietário é o empresário Edson Gonçalves Dias Junior, da cidade de Nova Andradina (MS). Junior, como é conhecido, coleciona participações de seus tunados nas páginas da Car Stereo. Na edição 116, uma Saveiro (“Mistura apimentada”); na 131, um Stilo (“Porta-malas da discórdia”) e na 140, um Civic (Último desejo). Nesta última, Junior prometia que aquela seria sua derradeira customização. Mas que nada…

O sucesso no pôquer, um de seus hobbies, o animou a partir para aquele que seria o “quarto elemento” de seus carros modificados. “Gosto de personalizações ‘cleans’, mas feitas com equipamentos de boa qualidade, com acabamento o mais limpo possível”, explica Junior, que afirma sustentar esses “luxos” com dinheiro ganho por meio de seu hobby.

Assim como no pôquer, jogo no qual a discrição é um pré-requisito, para que seus adversários não imaginem os trunfos que você tem não mão, Junior apostou na discrição, mas com requinte, na customização deste Azera. O empresário é membro do #AzerianosClubBR e foi incentivado pelo presidente a tentar “emplacar” mais esse trabalho nas páginas da Car Stereo.

O som foi projetado pela Francinei Som, também de Nova Andradina, a partir de sugestões do próprio Junior. “Queria um sistema que preservasse espaço no porta-malas e elegi a marca JBL para os equipamentos”, conta o empresário.

Na parte de fora do automóvel, a originalidade é quebrada por novas rodas de 22”, no lugar das genuínas de 18”, réplicas das redondas do próprio Azera. Elas são calçadas com pneus Aderenza 235x30x22. A suspensão foi modificada com a substituição das molas originais por peças da Red Coil, que resultaram um rebaixamento do chassi em cerca de 5cm. O serviço inclui também a aplicação de películas antivandalismo.

Rock brazuka

A unidade principal do sistema de entretenimento é uma central multimídia M1, com recursos como Bluetooth, TV digital, câmera de ré e navegador GPS, tudo controlado por meio de comandos no volante.

Para a reprodução do estéreo o instalador propôs a manutenção dos alto-falantes originais, um kit duas vias da marca Infinity, que já oferece alta qualidade. Os encostos de cabeça dos bancos foram trocados por peças com monitores, que aceitam a reprodução de mídias como pendrives.

O porta-malas recebeu uma caixa acústica dutada, com duas câmaras, uma para cada subwoofer JBL GTO 1014, de 350 W RMS cada, de 10”. Cada sub é impulsionado por um amplificador JBL GTO 7001, de 700 W RMS, acomodados nas paredes laterais, em racks protegidos por acrílico onde foi gravado o logotipo da JBL. Todo o compartimento foi revestido de couro sintético creme e peças como racks, caixas e tampa do assoalho ganharam filetes de madeira dourados e pretos, laqueados com tinta automotiva. Fitas de LED branco garantem o visual noturno.

Cerca de um mês depois de encostar seu Azera na loja de som e de rodas, Junior pôde, enfim, apreciar o investimento feito em seu Azera e curtir suas bandas de rock nacional preferidas, como Engenheiros do Hawaii, Detonautas e Charlie Brown Jr. Agora, a pergunta é: Haverá um “quinto elemento”? Façam suas apostas!

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA