Texto: Bruno Bocchini
Fotos: Divulgação

É sempre difícil para proprietários do Golf GTI escolher o momento ideal: ouvir o ronco do motor ou aquela música favorita “bombando” nos alto-falantes. Uma equipe de 12 estagiários da Volkswagen alemã criou uma versão do hatch apimentada (não apenas mecanicamente, mas sobretudo em tecnologia de som). Em todas as edições do Wörthersee GTI Treffen, na Áustria, a marca leva inovações e carros-conceito. Para esta edição, profissionais entre 20 e 26 anos de diversos setores da montadora reuniram ousadia e modernidade para o famoso carro.

Chamado de GTI Heartbeat, o modelo conta com o já conhecido bloco 2.0 TSI, mas por outro lado recebeu upgrades para atingir os 394 cavalos. Essa cavalaria disputa atenção com outra potência: a do subwoofer acoplado no carro. No interior, os bancos traseiros foram retirados para dar acesso a um rollcage e o sub de 1.360 watts – outros sete alto-falantes foram instalados na cabine.

A pintura personalizada remete à grade colmeia, comum na versão GTI, e ao número “40” em comemoração aos 40 anos de existência do esportivo. Completam o pacote de customização de fábrica as rodas BBS FI aro 20″.

Além do Heartbeat, outra equipe de estagiários desenvolveu um protótipo com “pegada” caseira (mas que faz a vovó sacudir o esqueleto). O Golf R Variant Performance 35, que homenageia os 35 anos de GTI Treffen, teve o motor 2.0 TSI preparado para gerar 344 cv e também recebeu som invocado. Esse GTI é para você que achou que a VW estava sofrendo. Vai vendo!

Related Post

DEIXE UMA RESPOSTA