GM Celta 2004: Mãos à obra!

Com inspiração na época de ouro tuning, proprietário personalizou o seu Celta sozinho e tem resultado único

Texto: Fernando Naccari

Fotos: Edgar Klein

Obstinado. Este é o melhor adjetivo para resumir o encarregado de transporte e logística Clovis Luciano da Silva, de 42 anos. Com o sonho de ter um carro exclusivo e tunado, viveu o auge do tuning no início dos anos 2000 de perto, mas se suas condições financeiras não colaboravam para a concretização do seu sonho, ele só foi adiado para o momento certo. “Com o passar dos anos, eu consegui me reestruturar financeiramente melhor e consegui comprar o meu carro e customizá-lo ao meu gosto”, explicou.


Clovis Luciano da Silva, o autor da obra!

E foi assim, com muito esforço e com muita mão na massa que Clovis se inspirou em projetos ‘das antigas’ para criar seu carro exclusivo. “Eu gostava muito de comprar revistas referentes a carros customizados (como a Car Stereo) e tenho algumas guardadas. Me inspirei em alguns projetos da época e também em coisas que vejo na internet”.

Exclusivo

A customização se iniciou em 2007, junto à aquisição do carro. De lá para cá, as modificações são incontáveis, com destaque para as novas rodas cromadas de aro 17” com pneus 205/40. O sistema de suspensão também é completamente novo: sai o conjunto amortecedor/mola e entra o à ar da Castor.

Se o modelo saiu originalmente de fábrica na cor prata, o novo Celta agora está em novo esquema de cores: Black Piano e Azul Candy com Metal Flake. Ah, e como não poderíamos deixar de ressaltar, portas com aberturas verticais, ou como era popularmente chamado na época: LamboDoors (ou portas de Lamborghini).

O motor 1.0 VHC também foi substituído e, sob o capô, agora vive um 1.4 com novo sistema de injeção, filtro de ar esportivo e barra anti-torção.

Por dentro, o carro também foi completamente “redesenhado”, com painel com pintura em preto brilhante, novos mostradores e um volante Shutt somente dos os raios laterais, dando aspecto de carro de corrida para o compacto da Chevrolet. Destaque também para os bancos dianteiros do tipo concha. De original só sobrou o banco traseiro.

Som lá em cima

No caso do sistema de som o objetivo era montar um no estilo SPL e com som muito grave. Para tal, a fonte do sinal utilizada é um DVD Napoli e, para o interior do carro, dois kits duas vias da Bravox na dianteira e outros dois na traseira. O processador de áudio instalado é um Stetsom STX 2496.

Já, no porta-malas, duas caixas de MDF de 25 mm personalizadas em fibra de vidro e pintadas na cor do veículo sustentam os dois subs da Bravox de 1.500 RMS. Além disso, destaque para os dois amplificadores: um Soundigital SD5000 e outro Soundigital SD1200.

Sabe qual é o maior segredo deste carro? Ele foi completamente projetado e montado pelo próprio Clóvis, ou seja, ele sonhou, planejou e pôs a mão na massa para ter o carro dos seus sonhos na garagem. E aí, este tuning valeu ou não valeu o esforço?

Galeria

Quem fez:

Clovis Luciano (o proprietário)

Ficha técnica Chevrolet Celta 2P 2004

Parte externa

  • Farol dianteiro “angel eyes”
  • Suspensão a ar
  • Rodas 17” com pneus 205/40
  • Body Kit com aerofólio
  • Portas “Lambodoors”
  • Pintura personalizada

Parte interna

  • Painel personalizado
  • Volante Shutt
  • Mostradores analógicos

Mecânica

  • Motor 1.4 VHC
  • Barra anti-torção
  • Filtro esportivo

Som

  • DVD Napoli
  • Dois kits duas vias da Bravox na dianteira e outros dois na traseira.
  • Processador de áudio Stetsom STX 2496.
  • Duas caixas de MDF de 25 mm personalizadas em fibra de vidro
  • Dois subwoofers Bravox de 1.500 RMS
  • Dois amplificadores: um Soundigital SD5000 e outro Soundigital SD1200.
You don't have permission to register