Texto: Bruna Rojas    Foto: Divulgação

A Ford, que há 10 anos desenvolve e testa veículos autônomos compartilhados, entrou de cabeça no projeto para lançar esta tecnologia em escala comercial. A meta é que em cinco anos estes veículos que funcionam sem direção e pedais de aceleração e frenagem estejam circulando não somente para a classe alta, mas para milhões de pessoas pelo mundo todo.

A tradição da Ford em revolucionar o mercado de automóveis é um grande marco da empresa, que há 100 anos causou uma revolução com sua linha de montagem. Agora o plano Ford Smart Mobility visa a liderança da marca em veículos autônomos com compartilhamento, conectividade, mobilidade e análise de dados. As start-ups são parte fundamental no desenvolvimento das tecnologias que tornarão o sonho dos autônomos uma realidade em breve, pois trabalham no mapeamento, pesquisa e inteligência do automotor.

Veículos de teste do modelo Fusion Hybrid são multiplicados a cada ano, já em 2016 são cerca de trinta sendo colocados a prova em estradas da Califórnia, Arizona e Michigan. Um teste realizado na Mcity (ambiente urbano simulado) testou os carros durante a neve e também em escuridão total, e o plano é que os testes sejam multiplicados para o próximo ano.
FordFusionHybridAuônomo-4
Ô MOTORISTA, CADÊ VOCÊ?
Para trazer ao mercado um veículo autônomo em 2021, a Ford traçou parcerias para avançar a pesquisa de algoritmos complexos que permitam a total autonomia do carro. Os sensores LiDAR são de alta tecnologia, permitindo que o veículo rode com segurança. A Civil Maps desenvolveu todo o mapa 3D, com detalhes que permitem ao veículo prever obstáculos para traçar rotas.

 

Para desmentir aqueles que não acreditam que máquinas superem a inteligência humana, o investimento da Ford com a Nirenberg Neuroscience estuda formas de tornar a tecnologia dos módulos similar ao cérebro humano, tornando o veículo capaz de aprender a aperfeiçoar a direção e dispensar de vez o motorista.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA