DICAS VALIOSAS

Foto: (Divulgação)

A KBB Brasil, empresa de cotação de carros novos e usados reuniu sete dicas infalíveis na troca do carro usado, sem frustrações ou dores de cabeça: confira!

  1. Estar bem informado te coloca em vantagem

Ter conhecimento sobre as características, especificações técnicas, bem como outros adicionais do veículo que deseja, torna possível a negociação de modelos diferentes com o mesmo benefício, e até mais baratos. Uma ferramenta que colabora com essa pesquisa é o Comparador KBB™. Saber quanto o modelo de que você gosta vale, antes da negociação, seja ele novo ou usado, também permite que você negocie com mais propriedade.

  1. Quanto maior a pesquisa, maior a economia

Com uma pesquisa completa, busque diferente oportunidades com mais de um vendedor ou loja, assim, é possível encontrar aquele que estará disposto a superar a melhor oferta. Ao fazer isso, conseguirá o melhor preço. ntes de iniciar a negociação, você pode conferir o preço que está sendo praticado no mercado para os modelos de sua preferência com ajuda do  Indicador de Preço KBB™.

  1. Entregar o carro usado na troca não é sempre a melhor opção

Esse ponto depende muito da urgência que o vendedor do carro tem na troca ou para ter liquidez. Se for esse o caso, a venda para uma loja pode ser uma boa opção. De toda forma, como as lojas têm custos com a manutenção e garantia do veículo que está à venda (3 meses pelo menos) e outros como impostos, em geral os valores pagos por revendas tende a ser menor que na venda por particulares. Em contrapartida, o consumidor pode se sentir mais seguro por conta da garantia e saber que as manutenções foram realizadas. Acho que seria melhor explorarmos esse aspecto nesse item.

  1. Ouça a opinião do vendedor

É sempre bom ouvir o vendedor. Unindo seu conhecimento da sua pesquisa à experiência do profissional, a chance de conseguir um melhor preço é maior. Já que ao propor um modelo, poderá haver uma contraproposta com outro modelo que tem o mesmo (ou mais baixo) custo benefício.

  1. Saiba quanto de dinheiro pretende gastar

Uma vez que você pesquisou e sabe os preços de veículos aplicados no mercado, seja em vendas particulares ou por meio de revendedoras, é possível definir um valor médio que poderá gastar na compra de um automóvel. Isso pode ajudar a direcionar os esforços de procura por um veículo e agilizar a decisão de compra.

  1. Financiamentos podem ficar caros a longo prazo

Não é segredo nenhum: quanto mais longo for o financiamento, mais juros você terá de pagar. Mesmo que o parcelamento, muitas vezes, seja a única opção, é possível que os prazos sejam muito afastados para tornar as prestações mensais atrativas, mas também pode encarecer com os juros. A dica é pesquisar todas as modalidades de financiamento, inclusive com seu banco e com cooperativas de crédito, para assim conseguir os juros mais baixos possíveis. Outra dica de ouro é fazer as contas para ver se o preço final não excede muito o preço à vista.

  1. Os melhores negócios, muitas vezes, estão na web

A pesquisa pela compra em sites de vendedores diretos, ou até mesmo em classificados torna-se mais fácil, pois é possível identificar os melhores negócios. Além de que na internet também encontra oportunidades em lugares um pouco mais longe, que a viagem talvez valha o desconto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here