Jovem paulistano customiza Corsa com suspensão a ar, body kit, acessórios e rodas Gisa de 15″: uma bela homenagem ao pai, que o incentivou a realizar seu sonho

Texto: Ademir Pernias
Fotos: Ricardo Kruppa

Corsa tuning rebaixado

O sonho de andar motorizado faz parte da vida de grande parte das pessoas que vivem em concentrações urbanas. E é comum que, assim que alcancem a idade mínima para tirar a carteira de habilitação, essas pessoas procurem um meio de realizar esse desejo, de autonomia de locomoção. Alguns ganham um carro “zero” de presente dos pais quando entram na faculdade, outros economizam o que podem e adquirem com seu próprio esforço o bem que vai lhes mudar o status, de pedestre para motorista.

No caso do morador de São Paulo Ronny Rodrigues de Araújo, o apoio dado por seu pai, Francisco Querubim de Araujo, foi fundamental para a realização desse sonho comum aos jovens. “Meu pai foi um grande incentivador do meu desejo, de comprar um carro e customizá-lo de acordo com meu gosto”, conta o conferente de 23 anos. O pai de Ronny, falecido há um ano, foi devidamente homenageado, não apenas com uma tatuagem no braço do rapaz, mas também com a reprodução da mesma frase no porta-malas de seu Corsa.

Além do apoio de Francisco, Ronny conta que o incentivo e as ideias para a customização de seu Corsa vieram de amigos e de membros de equipes automotivas das quais faz parte. “Sempre quis ter um carro modificado e até curtia games de personalização”, lembra.

Verde menta

O Corsa Wind 1997 mostrado nesta reportagem chegou às mãos do jovem há cerca de três anos, e já trazia alguns itens modificados, como a suspensão a ar e rodas de 15” do modelo Astra. “Como, naquela época, eu deixava o carro na rua, a pintura acabou estragando e fui aconselhado a envelopá-lo, pois sairia mais barato do que mandar pintar”, conta. Para não ter de modificar  o documento do carro, onde constatava a cor verde, Ronny escolheu adesivos da Oracal na tonalidade “verde menta” e black piano no teto, trabalho realizado na loja paulistana Deep Sound.

Ronny conta que, ao longo dos mais de três anos que está com o Corsa, foi fazendo as modificações aos poucos. Ainda na parte externa o sistema de suspensão a ar recebeu upgrades com válvula de ½” da Castor e compressor Viair, com cilindro de inox e filtro de ar com manômetro no porta-malas. As rodas são da marca Gisa, côncavas, de 15×8”. O popular da Chevrolet recebeu ainda para-choque do modelo 2000, com faróis de milha, lanternas modelo “bolha” e faróis com máscara negra e lente lisa. A grade é a do modelo Classic 2008, o aerofólio é do Corsa GSi, além de um spoiler lateral e rack do Celta. Completam o pacote pintura do tambor de freio em vermelho metálico, capa de pinça DUB na mesma tonalidade, protetor de capô Coraccini Customs e iluminação em LED e xénon de LED nos milhas.

Na parte de dentro, o Corsa de Ronny recebeu upgrades como o painel de instrumentos da picape Corsa, com anéis cromados em volta e translúcido, alterado com iluminação em LED branco, iluminação do painel e chave de luz em LED azul. Esse trabalho foi realizado por Thiago Vaz. Além disso, o volante original deu lugar ao modelo do Cruze e as manoplas são do novo Prisma. A capa do freio de mão é da Shutt e os bancos do Celta foram revestidos em curvin preto com costura de losangos.

Da gringa

O som é comandado por um DVD player de 1 din, retrátil, da Pósitron, instalado no painel, no espaço original. Nas portas, o estéreo é reproduzido por um kit duas vias Hurricane. Sob o banco, um amplificador Taramp’s alimenta o subwoofer Bomber One instalado em uma caixa selada de fibra na lateral do porta-malas.

E é nesse compartimento que se concentra o “tema” da customização do Corsa de Ronny, o beisebol. O espaço personalizado pela Deep Sound foi totalmente revestido em curvin com as mesmas costuras de losangos. Um novo assoalho de madeira dá acesso ao estepe. Para abri-lo, um taco de beisebol serve de puxador. Esse mesmo assoalho foi customizado com uma bola e um boné utilizados no popular esporte americano.

Sob o capô, o motor 1.0 mpfi também recebeu upgrades, como cabos de vela Mopel de 10mm, velas Iridium NGK, filtro esportivo com kit air cool com mangueira em inox, barra antitorção e tampa de válvulas de plástico. O escapamento é dimensionado direto com abafador esportivo JK no final e ponteira dupla chanfrada. Todas as modificações foram devidamente legalizadas e constam da documentação, como rodas, pneus, suspensão, iluminação e potência.

“Tenho certeza de que meu pai, que sempre me incentivou a não desistir dos meus sonhos, está orgulhoso, esteja onde estiver”, diz Ronny. A frase da tatuagem, a mesma que Ronny, quando garoto, colocou na geladeira da casa onde ele morava com o pai, foi adesivada no assoalho do porta-malas.  “Pai, quero você sempre ao meu lado”. Bela homenagem, Ronny, a quem o incentivou a correr atrás dos seus sonhos.

Quem fez: Deep Sound. Tel. (11) 2389- 9486

Ficha técnica Corsa Wind 1997

CUSTOMIZAÇÃO
Suspensão a ar com válvulas de ½” da Castor e compressor Viair
Para-choque do 2000 com milhas
Lanternas bolha
Faróis máscara negra com lente lisa
Grade do Classic 2008
Aerofólio do Corsa GSI
Spoiler lateral liso
Rack do Celta
Rodas Gisa côncavas 15″x 8” com pneus 165/50/15
Envelopamento cor verde menta geral e teto Black Piano (Oracal)
Iluminação em LED
Painel de instrumentos da picape Corsa
Iluminação do painel e chave de luz em LED azul
Volante do Cruze
Manopla de câmbio novo Prisma

SOM
DVD Pósitron retrátil
Alto-falantes 2 vias Hurricane
Módulo Taramp’s
Subwoofer Bomber One

Agradecimentos: “Queria agradecer a Deus, à minha família e namorada, pela paciência que têm com meu vício por carros, ao pessoal da Deep Sound, à família Down Up Corsas e à minha minha equipe Playng Low, que me ajudou nos últimos dias a deixar o carro pronto para essa reportagem”.    

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here