No flanco do pneu estão gravadas informações completas para ajudar você a identificar, adquirir e oferecer vida longa aos seus pneus

Se você faz parte do grupo que já olhou, por exemplo, para todas aquelas letrinhas na lateral do pneu do automóvel e não entendeu como elas impactam no seu dia-a-dia e obter melhor desempenho do produto.

Abaixo será possível obter o significado de cada uma delas:

A – MARCA do pneu.
B – CERTIFICAÇÃO INMETRO. Símbolo “I” estilizado, seguido dos números de certificação junto ao INMETRO, exigido para todos os pneus comercializados no Brasil, fabricados no Brasil ou importados (ex.: Ixxxxxx/201x).
C – LOCAL DE FABRICAÇÃO. Estado da Federação onde o pneu é fabricado.
D – CARGA E PRESSÃO MÁXIMA permitidas para o pneu.
E – CONSTRUÇÃO DO PNEU(*): identifica os materiais e sua quantidade utilizados na estrutura do pneu.
F – CLASSIFICAÇÃO UTQG(*) (Uniform Tyre Quality Grading), que indica o nível de resistência ao desgaste, o nível de capacidade de tração e a resistência ao calor.
G e H – ÍNDICES DE CARGA E SÍMBOLO DE VELOCIDADE, constituídos de número e letra. O número é um índice que indica a capacidade máxima da carga que o pneu pode suportar e a letra é um símbolo que indica a velocidade máxima permitida para o pneu.

I – TAMANHO do pneu, constituído de números e letras. O primeiro número indica a largura nominal do pneu, em milímetros; o segundo número indica a relação percentual entre a altura e a largura nominal do pneu. Não existindo essa identificação, a série é 82. A letra R indica que o pneu é de construção radial. A ausência desta identificação ou um traço indica que o pneu é de construção diagonal. O último número indica o diâmetro interno do pneu, igual ao diâmetro do aro na região de apoio dos talões do pneu, em polegadas.
J – MODELO ou nome comercial do pneu.
K – TUBELESS ou TUBE TYPE identificam, respectivamente, pneu para uso sem ou com câmara de ar.
L – Normas de segurança.
M – SÉRIE DE FABRICAÇÃO, código internacional criado pelo DOT (Department of Transportation dos E.U.A.), indica o estabelecimento de produção(*), a dimensão do pneu e o período de fabricação. Os últimos quatro dígitos indicam a semana e o ano de fabricação. Os dois primeiros a semana e os dois últimos, os dois números finais de cada ano (ex.: 1017 [décima semana do ano de 2017]).
N – TWI (TREAD WEAR INDICATOR) assinala o local onde se situam os indicadores de desgaste da banda de rodagem, colocados no fundo dos sulcos, com altura de 1,6 milímetros, limite legal no Brasil abaixo do qual os pneus não devem ser usados.

(*) Marcação não obrigatória para o mercado brasileiro.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA